Digite uma palavra-chave

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

FAMÍLIA NEVES PELO MUNDO na Missão USHUAIA - expedição a cidade mais austral do planeta


QUEM SOMOS

Somos uma família, gostamos muito de viajar e resolvemos compartilhar nossas aventuras com todos vocês .... rs. Nossa proposta é compartilhar as nossas aventuras e ao mesmo tempo fornecer informações que inspirem os leitores e que os ajudem no planejamento de suas viagens. 

Se quiser saber mais, clique nas palavras em cores diferentes e vai ser levado a uma página ou vídeo sobre o assunto ... aproveite!



NOSSA AVENTURA



DESTINO- USHUAIA, ARGENTINA

DATA/PERÍODO- 17 DE DEZEMBRO DE 2011 A 18 DE JANEIRO DE 2012

Obs: Como optamos por preparar um único post para retratar toda a aventura, ele tem 3 fases distintas, o planejamento, a viagem de ida e o retorno.


1 PRIMEIRA FASE - A IDÉIA E O PLANEJAMENTO


SOBRE A CIDADE

Localizada no extremo sul da América do Sul, daí chamada a cidade mais austral do planeta, capital da província argentina Terra do Fogo, é a última cidade do continente americano, chamada carinhosamente de Fin del Mundo.


Com a urbe localizada entre o mar e a montanha, tem clima frio com baixas temperaturas no verão e baixíssimas no inverno. Frequentada por aventureiros de todo mundo, tem um povo simpático, fornece boa comida e muitos passeios interessantes, a exemplo do Trem do fim do mundo, o Glaciar Martial, o cruzeiro, vôos panorâmicos de avião e de helicóptero, dentre outras atividades.




PLANEJANDO A VIAGEM

Buscando enfrentar um grande desafio como motociclista, de tanto ouvir falar das dificuldades de uma viagem dessas, decidi ir ao Ushuaia; o primeiro passo foi a busca de informações sobre a viagem na web e com amigos que tinham enfrentado esse desafio.

Minha esposa Martinha, com quem me casei em 10/01/1981, não simpatiza com as motocicletas e, ao perceber minha determinação comentou que se eu fosse de caminhonete ela iria comigo; ela adora a pickup Nissan Frontier 2005 a quem se refere como "Negona".



Falei sobre a diferença entre um passeio e uma expedição, falamos do risco, do eventual desconforto, sobre a experiência de sentir bruscas mudanças de temperatura, de ter que se adequar as circunstâncias que a viagem desse tipo impõe, além da necessidade de ter que assumir alguma atividade relevante na medida em que se torna parte da "tripulação". 

Na tentativa derradeira de me fazer mudar de ideia ela me perguntou! ... porque não vamos de avião de forma mais confortável e segura? e respondi: exatamente para experimentar o desafio da aventura que exige do aventureiro muito planejamento, disciplina, condicionamento físico, equilíbrio mental, análise de risco, o mínimo de habilidade, muita determinação e ao final arrematei: assim a viagem é tão emocionante quanto o destino ........ convenci!

VILA VELHA À SÃO PAULO - VIAGEM TESTE

Ao fazer o cronograma nos deparamos com um fato intransponível! Quantos quilômetros poderíamos transitar por dia com conforto para a tripulação? só havia uma forma de responder essa questão .... fazendo uma viagem teste.

Preparamos o carro e elegemos como destino a cidade de São Paulo-SP há aproximadamente mil quilômetros de Vila Velha; partindo de manhã, nos hospedamos em Aparecida do Norte depois de rodar 700 quilômetros aproximadamente.

Viajamos com conforto e o carro se comportou muito bem, exceto os pneus; na volta, compramos quatro pneus em Barra do Piraí-RJ, onde nos hospedamos na casa do cunhado Leonardo, que na verdade é um irmão que tenho.

 MANUTENÇÃO PREVENTIVA NA PICKUP

Verificado os freios, bicos injetores, arrefecimento, direção, instalações elétricas, substituição de correias, ar condicionado, documentação, foi necessário acertar o chassis na empresa Monobloco.





RESERVANDO HOTÉIS

Consideramos a distância máxima de 800 km por dia como referência para montar o cronograma da viagem, reservamos os hotéis apenas nas cidades onde iríamos parar nas "folgas"; Curitiba, Uruguaiana, Buenos Aires, Puerto Madryn, Ushuaia, El Calafate, Foz do Iguaçu, as paradas ao longo da viagem foram feitas de forma aleatória, mas não tivemos dificuldade em nos hospedar ao longo do trajeto.

ACERTANDO DOCUMENTOS

DOS TRIPULANTES

Eu acumulei as funções de Chefe de Equipe e piloto; minha esposa Martinha gerenciou a navegação e alimentação e a minha filha Larissa, responsável pela fotografia e comunicação.

Apesar de ser permitido transitar nos países que compõe o MERCOSUL  com a CARTEIRA DE IDENTIDADE expedida pelo seu Estado (não serve carteira funcional), nós levamos nosso passaporte e, mesmo sendo permitido conduzir veículo no exterior com a CNH brasileira, tirei a AUTORIZAÇÃO INTERNACIONAL PARA DIRIGIR.

Observe se os países que você vai passar exigem visto de brasileiros; por exemplo, se você for ao Alaska de carro ou motocicleta, além do visto americano, vai precisar tirar também o visto canadense.

DO VEÍCULO

O documento do veículo precisa estar no nome do condutor e se não for possível, é necessário levar documento do agente financeiro sob pena de não conseguir entrar em outro país.

ARRUMANDO A MOCHILA

Leve só o indispensável para seu dia a dia e considere o clima do destino e dos locais por onde vai passar.

Documentos pessoais e do veículo, se for o caso. Carteira de identidade, Passaporte, Seguro saúde (indispensável).

CARTÃO DE CRÉDITO-  habilite seu cartão de crédito para funcionar no exterior, informe o país e o período da viagem, indique uns dias antes da largada e uns dias após a chegada e informe que viajará pelo interior, via terrestre; fique atento com a margem de crédito porque se você se distrair ficará sem crédito mesmo estando adimplente; eu descobri isso da pior maneira possível ... rs.

PORTA DOLAR Quando estiver transitando no exterior, leve com você os originais num "porta-dolar", antes de sair de casa tire duas cópias coloridas dos documentos CNH/passaporte, inclusive do visto e deixe uma cópia na mochila e outra com a sua companhia na viagem. Para evitar contratempos que podem inviabilizar sua aventura, tire cópia também dos cartões de crédito e dos vouchers de hotéis e das passagens aéreas, etc.

Som e imagem. Não se esqueça das fotografias, dos vídeos e das postagens que você vai fazer e revise o equipamento, baterias e carregadores.

Roupas: Uma atividade que ajuda muito é colocar na cama os objetos para cada parte do corpo como por exemplo: para a cabeça, óculos escuros e de grau, chapéu, touca, etc. para as mãos, 1 par de luvas; para os pés, 1 par de chinelo, tênis e bota, 10 pares de meias, 10 peças íntimas, 5 camisas, 1 calça, 1 bermuda, 1 short, 1 roupa de banho, 1 toalha média, 1 agasalho leve e 1 pesado dependendo do destino, 1 capa de chuva ou poncho.

Comunicação: Avalie o custo do serviço para o seu celular operar no exterior, considere a possibilidade de adquirir um aparelho/pacote lá no destino ou simplesmente se comunicar por um dos muitos aplicativos que transmitem textos, imagens, vídeos gratuitamente, bastando ficar atento ao sinal clássico de wifi.

 
Telefones: faça uma lista de telefones com DDI, DDD de pelo menos 3 contatos na sua casa, amigos, etc. e faça o mesmo com relação ao local onde você vai, telefone da Polícia, de Hospitais, do Consulado, do banco, do cartão de crédito, do seu SEGURO SAÚDE, tire duas cópias, leve uma contigo no porta dolar e outra deixe com a sua companhia na viagem.

REMÉDIOS E OBJETOS ÚTEIS

Outro fato relevante é documentar os remédios que você vai usar ao longo da viagem, vá ao seu médico e peça que ele coloque tudo numa receita e caso seja necessário dar algum tipo de explicação, todos os remédios estarão perfeitamente justificados num documento médico.

Vale a pena levar analgésicos, relaxante muscular, vaselina para axilas e dedos do pé, remédios para assaduras além de material para primeiros socorros e dependendo do tempo de viagem, avalie a possibilidade de levar cortador de unhas e máquina de cortar cabelo.

LEIS E COSTUMES DO LUGAR ONDE VOCÊ VAI

Busque informações sobre os hábitos e as leis locais, trânsito, roupas, horários (siesta ...rs), comidas, religião, isso pode evitar mal estar e contratempos.

2 SEGUNDA FASE - COMEÇANDO A VIAGEM


LARGADA NA MANHÃ DE 17/12/2011

Tudo pronto .... largamos na manhã de 17 de dezembro, transitamos pela BR 101 até Mimoso do Sul onde passamos a transitar pela ES 297 em direção a Bom Jesus do Norte e, de lá em diante,  passamos a transitar pela BR 393. 

Almoçando em Estrela Dalva, tomamos conhecimento do temporal que caiu no Estado do Espírito Santo e Minas Gerais causaram grande estrago interrompendo estradas e deixando cidades isoladas pelo transbordamento de rios.

PRIMEIRA OCORRÊNCIA ALTERANDO O PLANEJAMENTO

 Na BR 393 - Rodovia do Aço, em Barra do Piraí-RJ, ficamos parados próximo ao Batalhão da PMRJ quase duas horas debaixo de grande temporal porque a estrada foi interrompida pela queda de uma árvore.


Fomos obrigados a nos hospedar na casa do meu cunhado Leonardo, veja a coincidência ...rs. Tomei quase toda a cerveja que ele tinha na geladeira; "sacomé", cunhado só dá prejuízo ...rs.


SEGUNDO DIA- CORRIGINDO O CRONOGRAMA

No dia 18, barriguinha cheia no 0800 ...rs, tocamos até Curitiba para acertar o cronograma, mas fizemos uma parada no Santuário de Aparecida para pedir proteção para a longa viagem. 



TERCEIRO DIA- NOSSA PRIMEIRA FOLGA

Viagem tranquila, ao chegar nos hospedamos no Hotel Lira.





EXPLORANDO CURITIBA

Essa charmosa cidade, capital do Estado do Paraná, é denominada de '"a capital ecológica do Brasil". Linda, exuberante e ecologicamente correta, atrai cada vez mais visitante e não poderíamos passar por lá sem visitar essa cidade tão interessante. 

Passamos por alguns pontos turísticos, mas não foi possível explorar toda cidade pois nosso roteiro estava apertado, precisávamos  chegar ao fim do mundo.

Ópera de Arame ... além da beleza surpreendente da estrutura combinada com o lago e as muralhas de pedra, tomamos um café especial ... o JACÚ!








O JARDIM BOTÂNICO







 
A DECORAÇÃO DO NATAL








QUARTO DIA- CONHECENDO GARIBALDI

A tranquila cidade produtora de espumantes na Serra Gaúcha, vizinha de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa,  nos acolheu muito bem, passamos num final de tarde pela cidade onde comemos um delicioso corte de carne, típico da região e degustamos um vinho bom produzido por uma vinícola do lugar.



QUINTO DIA- URUGUAIANA

Chegamos a fronteira com a Argentina e com o Uruguai. Em Uruguaiana, além de andar um pouco a pé no centro da cidade, tiramos o dia para fazer o seguro exigido para veículos chamado de "carta verde", adquirimos o segundo triângulo e logo após entrar na Argentina, adquirimos o "cambão". 





Nesse dia enfrentamos um forte temporal que atrasou nossa saída em seis horas, mas antes comemos muito bem com direito a foto com o Chef.





ÚLTIMAS MEDIDAS PARA TRANSITAR NO EXTERIOR

TRANSITANDO PELO URUGUAI

Por indicação do gerente do hotel, resolvemos transitar pelo Uruguai e retornamos uns 60 KM e fomos à Barra do Quaraí onde fizemos a imigração. trata-se de cidade pequena, interiorana e a imigração funcionava num container. Tramites burocráticos bem rápidos ... só tinha a gente!


A vigilância sanitária foi severa e nos fez descartar frutas, derivados de carne e de leite para podermos seguir viagem. Cruzamos o Uruguai sem o GPS, mas era uma linha reta com o rio a nossa direita; estradas lisas e sem trânsito; saímos daquele país para a Argentina numa cidade chamada FRAY BENTOS.


JANTANDO EM GALEGUAYCHU

Parada para descansar e comer, experimentamos num grande restaurante a beira da RUTA 12, a "milaneza de terneira" ... gostamos do prato apesar de ter visto o bife de boi mais fino da minha vida ...rs.



TRANSITANDO EM BUENOS AIRES ATÉ O HOTEL

Chegando numa metrópole imensa as 3:00hs o GPS nunca foi tão importante na expedição e nos guiou até o hotel sem dificuldades.Foi uma hospedagem tranquila, o gerente e toda a equipe muito educados e solícitos, mas não demos sorte com o quarto, cheirava mofo.


EXPLORANDO Buenos Aires 

Depois do city tour, conferimos algumas atrações turísticas imperdíveis em Buenos Aires, a exemplo do passeio na Calle Florida com o comércio intenso e seus shows de tango, o prédio lindo e as grandes marcas da Galeria Pacífico , o passeio de barco no Delta do Tigre, o passeio no Cemitério com suas milhares de esculturas, Show de Tango de preferência com jantar incluído, a Ponte da Mulher, o  e o bairro La Boca onde fica o estádio, a rosa metálica (floraris generica) e o bairro  Puerto Madero com seus restaurantes, calçadões, a e o cassino flutuante ...aja perna para andar. 

Perdi a máquina de fotografia no metrô, sobrando só as feitas por celular .... rs.

 Calle Florida





Galeria Pacifico



Delta do Tigre



o show de tango



Cemitério da Rigoleta



Livraria El Ateneo na Calle Florida


NOITE DE NATAL

Passamos a noite de Natal num pequeno restaurante perto do hotel e nos confraternizamos com as famílias que lé estavam, foi muito legal.






25 DE DEZEMBRO VIAJANDO ATÉ BAHIA BLANCA

Viagem tranquila pela Ruta 3 e nos hospedamos sem nenhuma dificuldade apesar da data marcante.




Na noite de 25, em Bahia Blanca após nos hospedarmos num hotel, na localidade de Santa Rosa, encontramos um lugar muito bonito para jantar; Calabarteria Pampa boa comida, excelente atendimento e uma decoração incrível







26 FOI MARCADO POR MOMENTOS DE TENSÃO

CARTÃO DE CRÉDITO NA PATAGÔNIA


NEM TODOS OS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS ACEITAM CARTÃO DE CRÉDITO e ao apresentar a "tarjeta", se ouve a seguinte frase ..."solamente efectivo!"

Dia 26/12 é feriado nacional e ficamos sem dinheiro, porque não havia como fazer câmbio e tivemos que juntar as moedas para pagar a diária ...rs. Ao perceber nossa dificuldade o gerente tranquilamente nos disse que poderíamos seguir viagem e pagar a conta quando retornássemos.

ENTRANDO NA PATAGÔNIA

Na saída da cidade de Bahia Blanca passamos por uma barreira sanitária que marca a proteção do ecossistema da Patagônia, sendo proibido a entrada com frutas de caroço, derivados de carne, de leite e mudas de plantas.



O ponto alto do episódio foi a revista feita por um cão, farejando as dependências do nosso carro em busca de carne e derivados, leite e derivados e frutas de caroço.



SEM DINHEIRO PARA ALMOÇAR

Na hora do almoço experimentamos um momento de tensão, nosso dinheiro não dava para fazer uma refeição completa; estávamos no meio do nada e paramos num posto de gasolina onde compramos um pão, recheamos com carne e dividimos fraternalmente pelos três tripulantes.

 27 PUERTO MADRYN

Em Puerto Madryn tiramos o dia para turismo, aproveitamos o spa do hotel, a alta gastronomia e ainda admiramos as esculturas de madeira na cidade e o Museu de Arte.


























PENÍNSULA VALDEZ - PUERTO PIRÂMIDES

VISITANDO O ISTMO CARLOS AMEGHINO







Estávamos contemplando e fotografando os lobos marinhos num ponto clássico de observação e quando entramos no carro e viramos a chave ... nada! A bateria acabou sem dar avisos prévios.



 





No "centro" de Puerto Pirâmides estacionamos o carro numa descida (escorrega) e fomos procurar um restaurante ... tem vários. Ao perguntar se aceitava "la tarjeta" o gerente falou que tinha morado e trabalhado no Brasil e aceitava tudo ... até cheque do Bradesco; depois das gargalhadas, comemos uma boa massa.





28 CALETA OLIVIA

Depois de rodar mais de 500 km sem bateria, estacionamos o carro num pequeno hotel; sabíamos que no dia seguinte pela manhã precisaria de um eletricista ou de comprar uma bateria.




Como previsto, logo após o café da manhã (desayuno), saímos em busca de solução para a bateria. Achei um eletricista ... interessado, fez uma chupeta, deu carga, mas não teve jeito, tivemos que comprar uma bateria, foi quando nos deparamos com outra surpresa .... a "ciesta" tudo fecha as 11:00hs e só reabre depois das 15:00hs.


Oficina super moderna ... rs





"Bonequito" - uma estátua metálica no centro da cidade em homenagem aos petroleiros. Enquanto eu andava atrás do conserto da pickup, a tripulação explorava a cidade ... rs


Só dormimos ...

30 RIO GALLEGOS À USHUAIA - O DIA MAIS DIFÍCIL DA VIAGEM

Um dia muito difícil marca a viagem entre Rio Gallegos e Ushuaia; trajeto longo com poucos postos de gasolina, nenhuma cidade, nenhum restaurante, vento forte, piso de rípio, duas imigrações, guanacos, comida precária, balsa, frio ... prepare-se.






A gente passa da Argentina para o Chile, transita no pior e mais perigoso trajeto da expedição na estrada Y79 com piso de rípio e vento patagônico muito forte a sua direita, além de ter que enfrentar uma fila para cruzar o Estreito de Magalhães a bordo de uma balsa ... precisa de muita paciência, equilíbrio e condicionamento físico.


Filas intermináveis, lanchonetes precárias e severa postura da autoridade sanitária.





Guanacos cruzando a pista ... um risco a mais


Motociclistas de São Paulo que encontramos no caminho



Estreito de Magalhães

A travessia dura em média uns 20 minutos de navegação, dependendo do mar. 




CHEGANDO EM USHUAIA - DURA DA POLÍCIA

Viajando desde o dia 17, foi a primeira vez que a polícia nos abordou; depois de uns 15 minutos onde conferiram documentos pessoais e do veículo, nos liberaram.






BOA COMIDA COM DESTAQUE PARA A CENTOLLA


31 REVELION EM USHUAIA

Alguns blogs  que pesquisamos divulgaram que havia festa publica na cidade na avenida as margens do Canal de Beagle.

Diferente do que vimos em algumas publicações, a virada do ano no Ushuaia é festejada em locais privados, bares, restaurantes, hotéis, com reservas antecipadas.

Sem reserva, achamos esse pub ...IRISHI PUB e ficamos por aqui mesmo. Foi muito interessante pois festejamos com pessoas de diversas nacionalidades, em vários idiomas.












 







EXPLORANDO A CIDADE

Em Ushuaia a gente se depara com aventureiros e veículos de todas as partes do mundo; a placa desse caminhão indica que é da União Européia.



Tante Sara é um charmoso café no centro da cidade de Ushuaia, fica na  principal avenida  da cidade, servem lanches, peticos e cerveja de qualidade.








 City tour



Distâncias de Ushuaia para todas as principais cidades do mundo



Tem gozador em todo lugar ..... rs


PARQUE NACIONAL DA TERRA DO FOGO

Um parque lindo, com animais, lagos e várias atrações naturais e artificiais com destaque para a réplica do trem dos presos.


TREM DEL FIN DEL MUNDO 

O passeio é muito legal, o trem viajando a uma velocidade bem baixa, trafega no Parque Nacional da Terra do Fogo, a composição segue serpenteando um vale em direção a uma antiga prisão.







Muito legal esse passeio, você vê o glaciar Martial, toda a cidade, limita o limite da Chile a preços razoáveis no caso do vôo de avião.



CRUZEIRO

Passeio que vale a pena, contemplação de animais marinhos ilhas e sítios arqueológicos.





Por incrível que pareça o teleférico não funcionava no dia primeiro de janeiro, feriado; me lembrei de Vila Velha-ES com relação ao turismo ...rs.



Esse vale no inverno é pista de esqui e outros esportes de neve; o jeito foi subir a pé e precisa ter um mínimo de condicionamento físico ...senão!


Lá em cima achei uma placa com dados sobre o glaciar (geleira) 

 

 Verão forma-se um riacho com o derretimento da geleira.
 


Vi a toquei na neve pela primeira vez na minha vida ....




Me senti alegre como os mineiros de férias em Vila Velha entrando no mar pela primeira vez ... rs


Uma dica interessante que vimos em uma publicação e fizemos foi documentar a viagem, carimbando o passaporte e pegando o diploma que estivemos no Fin del Mundo. Nos diversos passeios que fizemos, recebemos o diploma.





SEGUNDA FASE - VOLTANDO DO FIM DO MUNDO


02 DE JANEIRO EM EL CALAFATE

Glaciar Perito Moreno


Anoitecer na Patagônia as 21:30hs



Rios sem argila na água


Motociclistas franceses



Indo para El Chalten - a montanha FITZ ROY ao fundo




PARQUE NACIONAL DOS GLACIARES

Passeio imperdível na Patagônia. Pode ir de carro ou comprar o passeio em El Calafate. Lá você pega um barco e desembarca no local onde inicia a caminhada no glaciar Perito Moreno e no final de 90 minutos de caminhada pelas trilhas de gelo uma surpresa interessante ... rs












TRACKING NO GLACIAR PERITO MORENO

Desembarcando no local













Calçando os "GRAMPONES"


BEBENDO ÁGUA MILENAR


SURPRESA NO FINAL DO PASSEIO

No final é servido uísque e alfajor e você pode tomar a dose .... on the rocks (com gelo milenar ...rs.


SEM CARTÃO DE CRÉDITO .... COM A PROTEÇÃO DE DEUS

Em El Calafate nosso cartão não foi aceito no mercado e tivemos que devolver as compras, fui ao caixa eletrônico e não consegui sacar dinheiro; ficamos sem dinheiro e sem saber o que estava acontecendo pois tinha um saldo significativo na conta corrente, (me capitalizei por 6 meses antes da viagem) e estava com a fatura paga.



COMUNICAÇÃO DIFÍCIL

Tentamos falar pelo telefone com a gerência do banco e não conseguimos, pois a comunicação era cara e muito precária. Fiz contato com amigos em Vila Velha, mas apesar da boa vontade, nada puderam fazer.

CONTATO COM A ADMINISTRADORA DO CARTÃO DE CRÉDITO

Solicitei um empréstimo a administradora do cartão de crédito, com muita dificuldade na comunicação, pois eles precisaram localizar uma pessoa que falasse português, mas não deu certo. Nessa altura não tínhamos dinheiro nem para pagar o telefonema, foi quando chamei o gerente do hotel, Fernando e expliquei o drama que estávamos passando.

CONHECENDO ANJOS DE VERDADE

Nossa diária acabou e pedi que me desse crédito de mais uns dias até que eu resolvesse a questão e na dificuldade você encontra anjos de verdade. Fernando e sua esposa Lili que gerenciavam duas unidades da rede na cidade, nos hospedaram por dois dias na casa de amigos da família.



SOLUÇÃO PELA INTERNET

Descobrimos o problema, o limite de crédito tinha acabado e a solução era única, ampliar o limite do cartão. Navegando no site do banco onde tenho conta, fiz uma mensagem na OUVIDORIA e expliquei que estava "preso"no meio da Patagônia Argentina numa expedição rodoviária sem um único centavo e disse que a solução era o aumento do limite do meu cartão de crédito..... deu certo!
 


Um dia depois o cartão voltou a funcionar, fomos no mercado, abastecemos a Negona (73 litros de Diesel) e metemos o pé em direção a Rio Gallegos com um atraso de 2 dias no cronograma.

RIO GALLEGOS - RETOMANDO A VIAGEM

Em Rio Gallegos chegamos em meio a uma tempestade de ventos de 80km/hs, nos hospedamos num hotel legal, comemos e dormimos bem e no dia seguinte, tensão no momento de pagar .... falei com o rapaz da recepção que tínhamos tido problemas com o cartão e ele ficou em silêncio.

Minha mulher e filha estavam rezando na recepção quando o cartão passou e o recepcionista disse com o seu mais refinado portunhol: "Deus ecxiste"


Aceleramos a pickup e aumentamos a velocidade de cruzeiro que na ida foi 110km/h para 130km/h.




CONDECORANDO A "NEGONA"






PARANDO SÓ PARA COMER E DORMIR





METENDO O PÉ

Dirigindo o dia todo em direção a Foz do Iguaçu. Depois de vários dias de estrada completamos o óleo de cárter em Gualeguaychu.




VOLTANDO AO BRASIL




ÚLTIMA ATRAÇÃO TURÍSTICA DA EXPEDIÇÃO - FOZ DO IGUAÇU

Explorando os parques das cataratas dos lados argentino e brasileiro








Desfrutando do conforto do Hotel ... 
 



Marco das 3 fronteiras


















PENÚLTIMO DIA - A TOCADA MAIS LONGA DE TODA A EXPEDIÇÃO - MAIS DE 1000 Km

Saímos de Foz do Iguaçu, almoçamos em Curitiba e chegamos a noite em São Paulo. O carregador do GPS quebrou, erramos a saída do Rodoanel e caímos no centro da cidade de São Paulo.

Paramos num pequeno posto de gasolina, fomos ao banheiro e nos orientamos; tudo certo, saímos com o firme propósito de dormir em Aparecida, mas erramos novamente e nos vimos na Avenida Casper Líbero ... no trânsito pedi informação para pegar a marginal tietê em direção ao Rio de Janeiro e o motorista gritou de lá, "vire a direita até o final e estará na marginal e dobre a esquerda no primeiro viaduto cruzando o rio e estará em direção ao Rio ... deu certo.

Nos hospedamos em Aparecida lá pelas 2 da manhã!

ÚLTIMO DIA

Fomos ao santuário,agradecemos a proteção e tocamos até Vila Velha, nessa altura do campeonato, 700 Km nos parecia um "passeiozinho".

Rodamos em torno de 15 mil Km durante 31 dias e chegamos em casa tranquilos, graças a Deus!

Bom passeio e até a próxima dica.


André Neves e Marta Neves


aventureiros





Quem Somos

Somos uma família, gostamos muito de viajar e resolvemos compartilhar nossas aventuras com todos vocês .... rs. Nossa proposta é compartilhar as nossas aventuras e ao mesmo tempo fornecer informações que inspirem os leitores e que os ajudem no planejamento de suas viagens.

Mais Lidos

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *